VoltarProjeto Papagaio Verdadeiro - Zootecnista: Gláucia H. F. Seixas - Doutorado na UFMS

 PROJETO PAPAGAIO-VERDADEIRO: MANEJO E CONSERVAÇÃO NO CERRADO E PANTANAL DE MATO GROSSO DO SUL, BRASIL.
 
PROJETO PAPAGAIO-VERDADEIRO: MANEJO E CONSERVAÇÃO NO CERRADO E PANTANAL DE MATO GROSSO DO SUL, BRASIL.

 

RESPONSÁVEL: Zoot. Gláucia Helen Fernandes Seixas

Doutoranda em Ecologia e Conservação-UFMS

 

INSTITUIÇÃO EXECUTORA: Fundação Neotrópica do Brasil

1. Como o projeto papagaio-verdadeiro iniciou? Todos os anos centenas de filhotes de papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva) são retirados dos ninhos para abastecer o comércio ilegal de animais de estimação, dentro e fora do Brasil. Muitos desses ninhos são destruídos no momento da captura e muitos filhotes morrem antes de chegarem ao destino final. Em Mato Grosso do Sul os órgãos de fiscalização já apreenderam milhares de filhotes de papagaios. Isso preocupou ambientalistas e pesquisadores que, em 1997, iniciaram o Projeto papagaio-verdadeiro. 

2. Quais os objetivos do projeto?O projeto gera informações sobre a biologia e ecologia dos papagaios, que auxiliam na tomada de decisão sobre a conservação da espécie e do ambiente onde vivem. Além desses objetivos, o Projeto Papagaio-verdadeiro quer chamar a atenção para outro importante aspecto: a criação de papagaios como animais de estimação no Brasil encontra-se profundamente enraizado à cultura popular. O problema é que a retirada desses animais da natureza, sem nenhum critério e a alteração do ambiente onde vivem, pode contribuir para a extinção da espécie.   

 

3. Como o Projeto de Conservação do Papagaio-verdadeiro atua? O Projeto possui duas linhas de atuação: pesquisa científica para conhecer a espécie e os impactos sobre as populações nativas e educação ambiental para sensibilizar a sociedade quanto aos danos causados ao meio ambiente quando retiramos ou adquirimos um papagaio capturado na natureza. 

 

4. Onde o projeto é desenvolvido? O projeto é desenvolvido em Mato Grosso do Sul, incluindo o Pantanal e o Cerrado, com o apoio de diversas instituições e proprietários rurais da região.   

 

5. Quais os resultados obtidos pelo projeto? Muitas informações sobre a biologia e ecologia do papagaio-verdadeiro foram geradas e disponibilizadas de diferentes formas, incluindo, periódicos científicos, revistas, capítulos de livro e diferentes meios de divulgação. Sabemos o número de ovos, o número de filhotes nascidos e que os que voam. Além disso, acompanhamos a taxa de sobrevivência dos papagaios apreendidos e soltos na natureza, bem como os filhotes desses papagaios, monitorados com o uso de radiotelemetria. Outro foco do estudo é o ambiente onde vivem, identificando quais são mais utilizados para alimentação, reprodução e dormitório coletivo.  

 

6. Quem executa o projeto? Inicialmente o projeto foi realizado com o apoio do Governo do Estado, através do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS). Desde 2004 o projeto é executado pela Fundação Neotrópica do Brasil, uma ONG ambientalista de Mato Grosso do Sul, criada em 1993. Todas as atividades contam com a participação de diversos profissionais, estudantes e auxiliares de campo.         

 

7. Quem ajuda o projeto? Atualmente o projeto se mantém através de doações voluntárias e venda de produtos (camisetas, postais, etc), além de diferentes tipos de apoios das seguintes empresas e/ou instituições: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (programa de pós-graduação em Ecologia e Conservação), Parque das Aves – Foz Tropicana, Refúgio Ecológico Caiman, Faz. San Francisco, Refúgio da Ilha Ecologia, Faz. Novo Horizonte e Faz. Santo Antonio. 

 

8. Como posso ajudar a proteger os papagaios? Você pode contribuir apoiando as ações do projeto papagaio-verdadeiro, com doações ou mesmo adquirindo um dos produtos do  projeto.Outra forma é denunciando o tráfico de animais silvestres e outros crimes ambientais pela Linha Verde do IBAMA – 0800618080. A ligação é gratuita de qualquer lugar do Brasil.

DORMITÓRIO DE PAPAGAIO-VERDADEIRO (Amazona aestiva), NA SAN FRANCISCO AGROECOTURISMO, PANTANAL DE MIRANDA, MATO GROSSO DO SUL, BRASIL.

Gláucia Helena Fernandes Seixas

[email protected]

Fundação Neotropica do Brasil

Doutoranda em Ecologia/UFMS

Introdução:No Mato Grosso do Sul o papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva) tem despertado especial atenção das autoridades e ambientalistas por ser a espécie mais apreendida pela fiscalização, devido ao tráfico de animais silvestres. Assim, surge em 1997 o projeto papagaio-verdadeiro, com o objetivo de conhecer a ecologia da espécie e propor ações de conservação.

Entre as características mais marcantes da espécie podemos destacar o seu comportamento de dormir em bandos. Os papagaios chegam ao dormitório no final da tarde e saem ao clarear o dia, sendo alguns dormitórios utilizados com alto grau de fidelidade. Normalmente o dormitório reune todos os indivíduos de uma mesma região.

         O dormitório coletivo de papagaio-verdadeiro na San Francisco Agroecoturismo é composto por uma área de vegetação nativa, circundada por canais de irrigação de arroz. Nossa equipe monitora esse dormitório desde julho de 2004, com uma contagem/mês, entre 17:00h as 19:00h.

Existe uma grande variação do número de papagaio-verdadeiro ao longo dos meses do ano e mesmo entre os anos de estudo (figura 1). 

 

Foto de Animais / Flora do Pantanal. Fazenda San Francisco - Pantanal do Miranda - MS - Brasil.